Divertimento com a Arte Francesa

Faça um trabalho na técnica Arte Francesa para sair do envolvimento com o trabalho costumeiro. A artesã Soneligia passou um final de semana delicioso fazendo algumas peças em Arte Francesa.

A Soneligia utilizou 8 folhas especiais para esta técnica. Existem vários fornecedores de folhas para Arte Francesa no mercado.

A montagem segue um plano. Visualize os elementos do papel, pois o trabalho se inicia pelos elementos que estão no fundo, ou melhor, nesta figura são algumas folhas que ficam atrás das frutas.

 

Pequenos detalhes que não podem ser esquecidos:

O boleador tem papel importante

 

Vincos bem estudados

O silicone para dar dimensão (não sabemos mais qual silicone indicar)

Posicione os elementos com uma pinça, com cuidado

 

 

Os amigos já poderão ser convidados para um chá da tarde


 

 

 

 

Para inicar o chá da tarde sirva umas torradas. Para passar nas torradas prepare algo bem rápido e delicioso:

  • espalhe sobre uma bandeja de inox a ricota fresca gioia da cidade de Atibaia-SP – a melhor ricota

 

  • sobre a ricota espalhe bruschetta alcachofra La Pastina

E mande bala, uma delícia.

 

Para finalizar seu trabalho em Arte Francesa a dica é…

Utilizar as

bandejas e quadros de Arte Francesa

à venda na Soliarte Tatuapé

e que atendem todos os modelos

de Papéis da Litoarte:

 

 

 

O importante é que as molduras permitem mais trabalho com as mãos no total antiestresse dando o acabamento que mais lhe agradar.

 

 

 

Notícias da Soliarte Tatuapé

Novo horário de funcionamento

Loja Soliarte-Tatuapé

aos sábados:

9 às 15 horas

 

 

A Professora da Soliarte-Tatuapé Andressa Tasso estará participando nesta sexta-feira no programa ao vivo DE BEM COM A VIDA onde irá ensinar Arte Francesa: as papoulas

 

Não perca: dia 3 de junho – sexta-feira

às

11 horas (até 12 horas)

 

Na D+TV ( D+TV - DEMAISTV ao vivo)

A beleza da proíbida Papoula

 

A interpretação da Professora Andressa Tasso para o papel da Litoarte: As Papoulas.

 

 

 

 

A morfina é uma substância extraída do ópio e recebeu esse nome em memória do deus grego do sono, Morfeu. Um dos analgésicos mais ativos que existem, tem importante aplicação médica no controle de dores muito fortes, em casos de doenças graves, como câncer ou traumas violentos provocados por acidentes.

Em 1973, cientistas descobriram que a morfina atuava em pontos específicos do encéfalo, na medula espinhal e em outras terminações nervosas.

 

 

 

 

 

Você sabia que as maiores plantações das proíbidas Papoulas são no Afeganistão?

 

 

Relato que colhi nas páginas do UOL:

“Em 2011, a conflituosa província de Helmand, no sul, continuará sendo a maior produtora de ópio, embora os especialistas da ONU afirmem que o aumento dos preços da papoula está desestimulando os camponeses a cultivá-la.

Outras províncias devem registrar um aumento moderado do cultivo de ópio, enquanto em Herat se prevê que haja uma forte alta.

O UNODC prevê que duas províncias declaradas livres de ópio voltarão a cultivar papoula em 2011.

O escritório da ONU manifestou recentemente sua preocupação com os altos preços do ópio, que subiram 164% em 2010, pois poderiam estimular os camponeses a cultivar papoulas.”

As montanhas Hindu Kush são um território infernal para os soldados estrangeiros, mas protegem os plantadores de papoula e os traficantes. Rotas de comércio ilícito levam o ópio à Russia e à Europa. Com 1,5 milhão de usuários, a Rússia é o maior consumidor mundial de heroína.

 

 

Mais informações:

Existem várias espécies de papoula que não produzem o ópio e apenas duas que o produzem. As não produtoras de ópio são plantadas como ornamentais, para a produção de flores e sementes. As sementes maduras, depois de torradas, são muito apreciadas como condimento em pães, isoladamente ou em mistura com as sementes de gergelim ou de girassol. As duas espécies, Papaver somniferum e Papaver bacteatrum produzem látex branco em todas as partes da planta. O ópio é extraído do látex obtido de cápsulas (frutos) que não atingiram a maturação e contém cerca de 25 alcalóides. Desses, o mais importante é a morfina, presente até 20% no ópio. Do ópio, obtém-se ainda a heroína.
A papoula é conhecida há mais de 5 mil anos – os sumérios já a utilizavam para combater problemas. Os antigos comiam a flor inteira ou a maceravam para obter o sumo. Na Mesopotâmia, curavam-se doenças com infusões obtidas a partir da papoula.

Por volta de 1803, o cientista alemão Frederick Sertuener, observando que os diferentes subprodutos da papoula produziam efeitos diversos, procurou isolar os elementos narcóticos do ópio. Assim, ele obteve um cristal alcalóide de efeito muito intenso: era a morfina. O ópio e a morfina atuam como depressores do sistema nervoso central. Além disso, o ópio ainda contém outras substâncias, como a codeína, e é dele também que se obtém a heroína, uma substância semi-sintética, resultado de uma modificação química na fórmula da morfina. Todos os alcalóides do ópio são narcóticos. O maior problema dos opiáceos é o seu poder de provocar dependência. Tanto a morfina, como o seu derivado, a heroína, criam uma euforia de sonhos, seguida de uma sedação associada a uma sensação de bem estar. Entretanto, o uso constante e prolongado leva a um envenenamento crônico que pode causar deterioração física e até a morte. Os períodos de abstinência da droga são marcados por náuseas, insônia e intensas dores musculares.

A Arte Francesa continua quente: As Africanas!

O Blog da Soliarte tem a satisfação de apresentar o mais novo trabalho da Professora Andressa Tasso, da Soliarte Tatuapé: As Africanas. A Arte Francesa falando mais alto no artesanato.

Por sinal, já programou seu curso com a Andressa na Soliarte Tatuapé? Não perca tempo, ligue para lá e reserve sua vaga:2386-2859
E-mail: tatuape@soliarte.com.br.

Apresentamos a primeira africana:

E abrimos passagem para a segunda Africana:

E temos um vídeo para você analisar com mais detalhes o trabalho e de brinde ouvir uma música de fundo: A Swingin Safari, Afrikaan Beat e Happy Trumpeter – Orquestra de Bert Kaempfert de 1962.

Vale a pena conferir:

A Taça cheia na Arte Francesa, um brinde…

A Litoarte realmente está de parabéns pela variedade de papéis para Arte francesa e diga-se produzidos com extrema qualidade. E o importante na Arte Francesa é o estudo aprofundado da figura e a descoberta das potencialidades de profundidade em caminho para a realidade.

A Professora Andressa Tasso, da Loja que a Soliarte mantém no fabuloso bairro do Tatuapé, nos traz mais um belo trabalho:

 

 

 

 

 

 

 

E observando este trabalho lembrei-me de Portugal. E sempre que lembro de Portugal me vem à memória ela, a maior, a fantástica, inesquecível, de voz inigualável, interpretações nota 10 – falo de Dulce Pontes. A grande e maior cantora Portuguesa.

 
Em 2011, a Dulce esteve na também querida Argentina de nuestros hermanos que tão bem nos recebem. Uma primeira música meio triste, mas na segunda dá vontade de bailar. Vamos Dulce danço com você:

E coloco mais 2 vídeos de 1999, quando acompanhei e muito o trabalho da Dulce.

A velha Chica, qual a explicação para tudo isso, a Velha Chica não dizia nada, vivia, vivia como podia… Não fala Política, não fala Política, não, não fala..E Dulce canta…E encanta..

Que saudade Dulce Pontes, que saudade. E outra grande interpretação da Dulce para você:

Ondeia

Procurei um som que pudesse equivaler à expressão mais ancestral que consegui exprimir.
Procurei uma prece pela água e seus movimentos.
Procurei a voz e submergi na dor e na força da corrente.
Procurei a cascata e nadei feita salmão contra a corrente.
Encontrei um Índio de olhos rasos de água, com a bandeira do amor no gesto e no canto.
Soltei o grito pela Paz.

Dulce Pontes

Beija-flor na Arte Francesa, por Susan Mason – e na Beija-flor!

Este trabalho desenvolvido por Susan Mason na técnica da arte Francesa é muito especial. Até a criação deste papel pela Litoarte tem um motivo de ser, de existir.

O quadro pronto:

O trabalho fora da moldura:

Como surgiu este papel?

A Susan Mason fez uma viagem e encontrou o mestre Paulinho da Beija Flor, que viu um de seus trabalhos na técnica da Arte Francesa e se encantou. Conversa vai conversa vem mestre Paulinho pediu para ela fazer três quadros na técnica da Arte Francesa e o motivo seria um Beija-flor. A idéia do mestre Paulinho seria presentear o presidente da Escola de samba Beija-flor, outro para sua residência e o terceiro para seu grande amigo o Rei Roberto Carlos. A Susan aceitou o desafio, porém a Litoarte não tinha papel com este motivo. Ela procurou o designer da Litoarte,  Marcelo Rigon, e surgiu um novo papel da Litoarte: o Beija-flor para desenvolvimento de trabalhos na técnica da Arte francesa para Mestre Paulinho.

Prontos os 3 quadros a Susan Mason foi para o Rio de Janeiro e entregou as obras encomendadas para o Mestre Paulinho:

Veja o vídeo que montamos sobre mais este trabalho da Susan Mason:

E por mera coincidência a Beija-flor em 2011 lavará o Rei para a Avenida:

Quando o amor invade a alma… É magia
É inspiração pra nossa canção… Poesia
O beijo na flor é só pra dizer
Como é grande o meu amor por você

Nas curvas dessa estrada a vida em canções
Chora viola! Nas veredas dos Sertões
Lindo é ver a natureza

Meu Beija-Flor chegou a hora
De botar pra fora a felicidade
A alegria de falar do Rei
E mostrar pro mundo essa simplicidade.